New Adult

A Aposta

IMG-20160710-WA0007

Kacey não pode acreditar que depois de tanto tempo o egoísta-arrogante do Jake Titus (também o solteiro mais cobiçado da cidade e amigo de infância), está atrás dela lhe pedindo um favor. Quer dizer, isso está mais para um suborno. Sua avó está muito doente e precisa que Kacey se passe por sua noiva numa viagem até a casa de sua família.

Bem, ela pode suportar alguns minutos de tortura numa viagem de avião, por vó Nadine.
Por alguns dias? Tudo bem, ela consegue! Não pode ser tão ruim… Considerando, é claro, que o pentelho do Travis Titus (o cara que a atormentava até que saísse correndo em lágrimas) não se junte a eles – quando pequena, Travis colocava bichos em sua cama e lhe puxava as tranças: ele era seu pesadelo.

No entanto, se passaram anos. E Travis está tão maravilhosamente lindo quanto Jake. Como isso é possível, parece algo incompreensível.

Para Kace, os dias que passarão juntos parecem muito mais desafiadores do que o esperado. Quer dizer, que Travis e ela com certeza se atracarão a todo instante não é nenhuma grande novidade, mas o calor que ele provoca em todo o seu corpo, essa sim é uma novidade – que muito possivelmente será muito difícil de suportar.

O que ela não sabe é que há uma aposta de infância entre os irmãos Titus: quem se casasse com Kacey receberia um milhão de dólares. Como leitores, só nos resta acompanhá-los na trajetória da conquista.

“Vovó Nadine apertou sua bochecha – Minha querida, muito em breve você vai entender a importância. Porque tudo isso… – Ela se afastou e levantou as mãos para o ar. – … é importante. Assim é a vida, e querida, você precisa começar a viver.”

Voltar à Portland faz com que Kace encare seus próprios monstros, todas as coisas que um dia a machucaram. Ela precisa superar e recomeçar – não simplesmente deixar tudo para trás.

Acredito que uma das coisas mais importantes a ser dita sobre essa leitura é que ela foi tão fantástica, leve e fluída, que só senti sono quando chegou no último ponto final. Eu fiquei embasbacada conferindo se realmente tinha chagado ao fim.

O livro nos envolve em um sentimento de superação, em que cada um enfrenta seus próprios demônios, suas falhas, seus regressos. Há uma quantia maravilhosa de sinceridade. Eles são honestos consigo mesmos e acho isso magnífico porque consequentemente estão sendo conosco, seus leitores.
Em nenhum momento há dúvidas como “Quem a Kace ama?” ou ainda pior “Quem é o melhor: Travis ou Jake?”.
Há algo incrível sobre aceitação, perdão, compreensão e amor. Ah, e claro, há muita implicância. As picuinhas entre Travis e Kace são deliciosamente cômicas de se ler.

As personalidades foram muito bem construídas, é como se cada um fosse membro da nossa própria família. Há uma intensidade que liga a todos, de modo que até os personagens “coadjuvantes” são especiais.

Uma das coisas mais incríveis nessa história é como nos envolvemos com ela. Era 6 horas da manhã e eu estava rindo alto! E isso aconteceu mais de uma vez, porque eu simplesmente me esqueci das horas e do universo terrestre 😝

Ler esse romance foi como estar em um fatídico dia de verão e, então, a chuva começasse a precipitar pesadamente. Foi uma leitura cálida, mas também fervorosamente fresca.

P.S. Esse é o primeiro volume da série A Aposta. 

“– Você nunca devia ficar longe de nós… – Ele engoliu em seco. – Longe de mim. Você nunca devia ficar longe de mim.” Travis Titus

Título original: The Bet
Série: A aposta, 1
Autor: Rachel Van Dyken
Páginas: 288
Editora: Objetiva
Edição: 1ª, 2014

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s